Junco | Cestas em Junco | Loja Cultura Portuguesa
Política de cookies

Este site utiliza cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Arte em Junco Cestaria
Arte em Junco
Arte em Junco | Cestaria

junco é uma planta que cresce em terrenos alagadiços e que desenvolve um fino caule, que chega a ter um metro e meio de comprimento, do qual não se aproveita mais do que 80cm. Depois de seco e tratado serve como matéria-prima na manufactura das "alcofas", cestos feitos a partir de esteira de junco, também conhecidos como "seiras". Podem ser grandes ou pequenos, lisos ou decorados com padrões geométricos, feitos a partir do entrelaçamento de caules de junco tintos.

Os cesteiros utilizam uma linguagem muito própria que segue todas as fases de execução do cesto, desde o nome atribuído às matérias-primas até à terminologia ligada à execução efectiva. Através da conjugação de materiais diferentes no mesmo cesto ou pelo facto de se trabalhar com o material em diferentes condições de acabamento, como descascado ou com casca, o que lhe confere uma coloração diferente, é possível obter peças de acrescido valor estético. Nos casos em que o cesteiro quer conferir maior variedade de cor às peças que produz, recorre ao processo de "tingidura”, muito usual no acabamento das alcofas de junco.

Portugal, sendo um país muito ligado às actividades agrícolas e do mar, teve sempre uma produção abundante de cestos, difundida pelos artesãos que desde pequenos aprendiam a arte, que passava de geração em geração por via familiar. O cesto, nas suas mais variadas formas, é representativo da história da economia da vida rural e doméstica do país.

As cestas em Junco pertencem ao nosso catálogo " Da Nossas Gentes e Tradições". Encontre-as aqui.

Fontes: 
permgrad.ru &
Sousa, Filipa Daniel Pinto Cardoso Dias.2010. Estudo da Actvidade Cesteira em Portugal.

Comentários (0)